10 coisas que você NUNCA deve fazer com seu pet

Mesmo sem querer, ou perceber, as pessoas podem fazer muito mal à seus pets.

São comuns os casos de tutores correndo ao hospital por situações causadas por eles próprios.

Advocate, Advantage, Frontline, Mebendazole Vetnil, Vermivet, Petzi, Canex, Drontal, Bravecto, Capstar, Novartis, Simparic, PetLove, Petz, Cobasi

Se você ama seu pet, conheça as dez situações que devem ser evitadas:

Fumar em sua presença

Antipulgas e vermífugos

  • Advocate
  • Advantage
  • Frontline
  • Mebendazole Vetnil
  • Vermivet
  • Petzi
  • Canex
  • Drontal
  • Bravecto
  • Capstar
  • Novartis
  • Simparic

Essa é uma gafe amplamente cometida por tutores!

Os fumantes costumam manter distância de crianças e pessoas que não fumam, porém, é muito raro os que lembram de se afastar dos animais.

Assim como as pessoas, os pets que são fumantes passivos podem desenvolver problemas pulmonares, tendo a morte como consequência.

Os animais, principalmente os gatos, lambem-se para fazer sua higiene. Com isso, arrastam todas as substâncias tóxicas presentes no pelo para dentro do seu organismo.

Colocar muito perfume

Existem perfumes próprios para animais que, se usados com moderação, podem ser interessantes momentaneamente. Porém, em alguns casos esses produtos devem ser banidos.

A moderação fica por conta da sensibilidade olfativa dos animais.

Os gatos têm cerca de 200 milhões de receptores olfativos, já um cão de caça tem cerca de 300 milhões. Nós, humanos, possuímos apenas 20 milhões desses mesmos receptores.

Imagine-se sentindo 10x mais cheiro, e tendo que lidar diariamente com um forte perfume.
Além disso, perfumes podem causar alergias e até mesmo intoxicação nos pets.

Saiba mais sobre o uso de perfume, aqui.

Passear em dias quentes

Melhores pet shops online

  • PetLove
  • Petz
  • Cobasi
  • PetSmart

Como utilizamos calçados, não costumamos nos dar conta do mal que fazemos aos nossos pets com os passeios em dias quentes.

As calçadas e o asfalto irradiam o dobro do calor que o sol atingindo diretamente a pele.

Você já imaginou o que aconteceria se você passeasse no verão de pés descalços?
Sim, as almofadas das patas são mais grossas que as solas dos pés, mas elas não são capazes de proteger os cães de queimaduras.

Além disso, animais idosos podem superaquecer e terem morte súbita.

Remover as unhas

Por incrível que pareça esse é um pedido comum entre os tutores sem paciência.

Quando algum vizinho reclama dos barulhos que o animal faz ao se deslocar pela casa, ou mesmo quando o tutor não tem a persistência necessária para ensinar o gato à não afiar as unhas nos móveis, são os pets que sofrem.

Retirar as unhas de um animal saudável é um ato desumano e cruel.

Cães e gatos possuem vascularização nas unhas. Ou seja, não seria como tosar os pelos, pois eles sentem dor.

Saiba mais sobre a remoção das unhas, aqui.

Colocar adereços

Melhores rações para cães e gatos

  • Royal Canin
  • Ração Golden
  • PremieR
  • Ecopet
  • Biofresh
  • Purina
  • Farmina
  • Ração N&D
  • Pro Plan
  • Premiatta

Por mais que amemos nossos pets… eles não são pessoas!
Acessórios, com exceção das coleiras nos passeios, são terminantemente proibidos nos animais.

Sabe aquele sininho que se vê no pescoço dos gatos?
É uma grande tortura para eles!

Gatos possuem uma audição 5x maior que a humana. Imagine você, com esse sentido aguçado, ouvindo um sino o dia todo.

Para as fêmeas de cães, a tortura vem em forma de lacinhos. Eles são colocados extremamente apertados, afinal, eles não podem cair até o cão chegar em casa.

Pior que os lacinhos apertados, só os lacinhos colados com cola quente.
Muitas fêmeas de pelo curto sofrem queimaduras após o embelezamento na Pet Shop.

Saiba mais sobre adereços proibidos, aqui.

Calçar sapatos

Os sapatos de animais foram desenvolvidos para serem utilizados em climas extremos.

Eles são muito úteis para evitar que as almofadas das patas sejam queimadas pelo sol ou, quando há neve, a fim de evitar que as extremidades congelem.

Além de serem terrivelmente desconfortáveis, o uso desnecessário de sapatos pode causar graves infecções fúngicas nas patas dos pets.

Saiba mais sobre o uso de sapatos em cães, aqui.

Vesti-lo sem necessidade

Alguns cães pequenos podem passar frio em regiões mais extremas, como no sul do país.
Nesse caso o uso de roupas é permitido, desde que trocada com frequência, devidamente higienizada, e retirada ao aumento da temperatura.

Assim como os sapatos, o uso desnecessário de roupas pode gerar graves problemas de saúde. Por baixo da roupa podem surgir fungos, dermatites, ou machucados que não podem ser vistos.

Nos gatos a questão é ainda pior, pois eles ficam impossibilitados de fazer sua higiene, o que os deixa profundamente afetados emocionalmente. Além disso, a roupa diminui sua mobilidade, o que pode gerar graves consequências quando ele tentar se aventurar no alto.

Saiba mais sobre o uso de roupas, aqui.

Deixá-lo vagar

É comum, principalmente no interior, as pessoas deixarem seus animais vagarem pela cidade.

Tutores de machos acreditam que não faz mal que seus animais fiquem soltos pela rua, já que eles não irão emprenhar. Porém, pets não castrados fazem aumentar ainda mais a população de animais de rua, e isso já é uma questão de saúde pública.

Além de procriar, os animais soltos podem se perder, sofrerem maus tratos, ou mesmo serem atropelados ao ir atrás do sexo oposto.

Saiba mais sobre as voltinhas, aqui.

Assusta-lo frequentemente

A moda agora é assustar os animais de estimação para filmar e colocar na internet.
Quem nunca viu um vídeo de um gato se assustando com um pepino?

Pode parecer engraçado aos humanos, mas para eles não tem graça nenhuma.

Sustos frequentes estão diretamente relacionados à animais estressados e desconfiados, o que pode gerar ataques aos humanos.

Além disso, o maior problema em relação à esse tipo de atitude são as Paradas Cardíacas, que podem ser desencadeadas em animais de qualquer idade, podendo levar à óbito.

Intigá-lo ao ataque

Muitos tutores têm o costume de instigar seus cães ao ataque.

Seja para pegar um inseto, um gato ou até mesmo outro cão, o ato de incentivar o animal ao ataque é um perigo!

Lembre-se que os animais não têm o discernimento humano. Para eles, ter a permissão de atacar outro animal ou de atacar o ser humano, é a mesma coisa.

Essa é a explicação para muitos ataques “sem aviso”.

Compartilhe e ajude seus amigos à ajudarem seus pets!

Leia mais

Conheça os GRAVES erros cometidos na hora de levar o pet no banho e tosa aqui.

Seja o primeiro a comentar em "10 coisas que você NUNCA deve fazer com seu pet"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*