Perfume: Um inimigo dos pets

Existem diversas situações em que os tutores pensam estar ajudando seu pet quando, na verdade, estão fazendo algo que pode incomodar, estressar ou até mesmo machucar seu amigo.

Perfume

Sabemos que algumas raças possuem um cheiro forte na pele, e que um bom banho pode amenizar o odor, mas que esse alívio é temporário.

Advocate, Advantage, Frontline, Mebendazole Vetnil, Vermivet, Petzi, Canex, Drontal, Bravecto, Capstar, Novartis, Simparic, PetLove, Petz, Cobasi

Para resolver esse problema, alguns tutores solicitam o uso exagerado de perfume.

Infelizmente, a frase: “Capricha no perfume” é comum nos Pet Shops.

Também existem os tutores que adquirem as colônias para repor em casa, sem nenhum preparo.
O que as pessoas não sabem, é que esse ato pode desencadear problemas de difícil tratamento.

Olfato

Perfumes próprios para animais, se usados com moderação, podem ser interessantes momentaneamente. A moderação fica por conta da sensibilidade olfativa dos animais.

Uma grande diferença

Um cão de caça, por exemplo, tem cerca de 300 milhões de receptores olfativos. Os gatos também possuem uma grande quantidade deles, cerca de 200 milhões.

Nós, humanos, possuímos apenas 20 milhões desses mesmos receptores.

Agora, imagine-se sentindo 10x mais cheiro e tendo que lidar diariamente com um forte perfume. O odor constante poderia causar dor de cabeça, irritação, estresse e até mesmo depressão.

Alergias

O uso descontrolado de perfume pode desencadear diversos problemas nos pets. Entre os mais comuns estão as alergias.

São frequentes os casos de tutores que chegam ao Pet Shop e suplicam para que não seja aplicado perfume.
Isso geralmente ocorre após o pet desenvolver uma terrível alergia.

A alergia pode se expressar através de espirros constantes, coceira incessante e queda de pelos.

Higiene

Utilizar perfume faz parte da higiene humana, mas você já pensou que a higiene do animal é diferente?

Como sabemos, os gatos usam a língua para fazer sua higiene. Com isso, eles acabam absorvendo toda a química colocada sobre seu pelo.

Além dos felinos, algumas raças de cães também possuem o hábito de se lamber, principalmente quando percebem que seu odor foi alterado.

Ao absorver o perfume, podem ocorrer casos de vômitos, diarreia e intoxicação, principalmente nos filhotes e animais idosos.

Conclusão

Esse artigo não tem como finalidade afirmar que o banho e tosa é prejudicial.

A higiene é de extrema importância para o bem estar animal.

Caso seu pet tenha um odor muito forte, e seja um animal jovem e saudável, o uso moderado de perfume próprio para pets está liberado.

Atenção

Existem pessoas que utilizam perfume humano nos animais, e isso é um grande erro.
Mesmo aqueles desenvolvidos para crianças são extremamente perigosos aos pets.

Casos de intoxicação ocorrem com frequência, e podem levar à óbito.

Animais com Dermatite Atópica são expressamente proibidos de utilizar perfume.

Saiba mais

Conheça tudo sobre saúde pet, clicando aqui.

Seja o primeiro a comentar em "Perfume: Um inimigo dos pets"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*