Coronavirose: Diarreia canina

A doença

A Coronavirose, também denominada gastroenterite contagiosa, é considerada a principal causa de diarreia viral em filhotes.

Esse sintoma tão expressivo, faz com que a coronavirose seja constantemente confundida com a terrível parvovirose.

O vírus ganhou esse nome por conta da sua forma, que é semelhante á uma coroa.

Transmissão

O coronavírus é basicamente uma doença de cães, sendo comum em todo o mundo.

Sua propagação é muito rápida, já que os vírus são eliminados através da diarreia e do vômito, contaminando o ambiente e os outros cães.

Ele também pode ser transmitido através do alimento, da saliva, ou mesmo pelas mãos contaminadas de quem manejou um cão infectado.

O ambiente e objetos dos pets são vetores da enfermidade, por isto, é importante isolar tigelas e brinquedos, além de esterilizá-los com produtos desinfetantes.

Felizmente, o vírus é sensível á desinfetantes comuns e, ao contrário do parvovírus, não resiste muito tempo no ambiente.

Sintomas

Como existe uma variação muito grande entre o vírus da coronavirose(várias cepas) a manifestação clínica também pode variar de cão para cão.

Geralmente, o sintoma mais apresentado é a diarreia em forma de jatos, que não apresenta muco ou sangue. Esses são os detalhes que a diferem da parvovirose, já que essa apresenta diarreia sanguinolenta.

Os cães contaminados apresentam náusea, apatia, anemia, perda de apetite e vômitos.

Tratamento

A maioria dos cães  se recupera sem ficar doente, ou após uma doença muito leve, que pode passar despercebida ao seu tutor.
Sabe-se disso pois a maioria dos cães adultos possuem anticorpos para a doença.

No entanto, os casos mais graves podem levar os enfermos á morte, principalmente em função da desnutrição e da desidratação que acompanham a coronavirose.

Para doentes, em especial os filhotes, o tratamento é feito através de administração de antibióticos e da soroterapia. A internação é feita somente nos casos graves.

Prevenção

A vacinação é sempre a melhor prevenção. Se o cão for vacinado aos 45 dias de idade com alguma polivalente, e renová-la uma vez por ano, não apresentará casos de coronavirose.

Recomenda-se a aplicação da vacina nas matrizes, uma vez que as mães transmitem imunização aos filhotes durante todo o período de amamentação.

Veja também

Conheça outras viroses que acometem os cães aqui.

Seja o primeiro a comentar em "Coronavirose: Diarreia canina"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*